sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Levantamento mostra que o Estado continua entre os dez mais populosos do País


O Pará tem 8.073.924 habitantes, segundo estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O levantamento foi publicado ontem no Diário Oficial da União (DOU), e a data de referência usada é 1º de julho de 2014. Pelas contas do IBGE, o Estado aumentou em 104.270 o número de habitantes em um ano. O aumento populacional manteve o Pará entre os dez Estados mais populosos do Brasil, na nona posição, detentor de 4% de toda a população brasileira, que estima-se ser hoje de 202.768.562 habitantes. São Paulo continua sendo o Estado mais populoso, com 44 milhões de habitantes, seguido por Minas Gerais (20,7 milhões), Rio de Janeiro (16,4), Bahia (15,1 milhões), Rio Grande do Sul (11,2 milhões), Paraná (11 milhões), Pernambuco (9,2 milhões) e Ceará (8,8 milhões). O menos populoso é o Estado de Roraima, com 496,9 mil habitantes.
O crescimento proporcional da população do Pará chega a ser quase o dobro do avanço nacional. A expansão de novos residentes no Estado, em um ano, foi de 1,31%, enquanto a de novos brasileiros foi de 0,86%. Segundo os dados do IBGE, esse aumento se deve a migração para as cidades do interior do Estado. Tanto que Belém (11ª capital mais populosa), foi a capital da região Norte que teve a menor estimativa de aumento da população (0,49%). Estima-se que a capital paraense tenha 1.432.844 moradores, 6.922 a mais que ao fim de 2013, quando a população estimada era de 1.425.922.

 Foto: Tarso Sarraf/  O LiberalFoto: Tarso Sarraf/O Liberal

Em compensação, sete dos dez municípios nortistas que mais expandiram a população são do Pará, sendo a maioria da região sudeste do Estado. Nesse rol aparecem Pedra Branca do Amapari (AC), com aumento da estimativa populacional de 4,54%; São Félix do Xingu, com 4,39%; Canaã dos Carajás, com 4,20%; Cujubim (RO), com 4,09%; Santa Rosa do Purus (AC), com 4,08%; Ulianópolis, com 3,97%; Anapu, com 3,88%; Parauapebas, com 3,83%; Tailândia, com 3,70%; e Ipixuna do Pará, com 3,67%.
Já no ranking dos municípios mais populosos do Estado aparece em segundo lugar o município de Ananindeua, com estimativa de 499.776 habitantes. Cerca de 1,17% a mais do que em 2013. Na lista nacional, o município se mantém como a 40ª maior população do País e a 3ª da região Norte. A população de Santarém é a terceira maior do Pará, oitava da região Norte e a 91ª do País. São 2.059 pessoas a mais resultando em 290.521 habitantes. Marabá, com população de 257.062 habitantes, aparece como a quarta maior do Estado e 107ª do Brasil. Em seguida aparecem Castanhal (186.895 habitantes),  Parauapebas (183.352), Abaetetuba (148.873), Cametá (129.161), Marituba (120.305), Bragança (120.124), Barcarena (112.921), São Felix do Xingu (111.633) e Altamira (106.768).
MENOS POPULOSOS
Já na outra ponta, o município paraense menos populoso é Bannach, com apenas 3.303 habitantes - 564º menor do País. Em outros onze municípios paraenses estima-se que a população é inferior a dez mil habitantes. São eles: Sapucaia (5.492), Pau D’Arco (5.637), São João da Ponta (5.703), Santarém Novo (6.390), Abel Figueiredo (7.070), Brejo Grande do Araguaia (7.258), Palestina do Pará (7.444), Faro (7.504), Peixe-Boi (7.881), Magalhães Barata (8.260) e Santa Cruz do Arari (9.191). O levantamento ainda informa, que a população estimada para o município de Jacareacanga em 2014 é de 10.531 habitantes. No entanto, o estudo considera a população por decisão judicial de 41.487, mas não a insere na soma total da população do Estado do Pará.
Em todo o País, São Paulo lidera o ranking das 10 cidades mais populosas com 11.895.593 habitantes. Em seguida estão Rio de Janeiro (6.453.682), Salvador (2.902,927), Brasília (2.852.372), Fortaleza (2.571.896), Belo Horizonte (2.491.109), Manaus (2.020.301), Curitiba (1.864.416), Recife (1.608.488) e Porto Alegre (1.472.482). Quando as capitais são retiradas do ranking de municípios mais populosos, Guarulhos (SP) lidera com 1.312.197 habitantes. Em seguida estão Campinas (SP), com 1.154.617, São Gonçalo (RJ), com 1.031.903, Duque de Caxias (RJ), com 878.402, e São Bernardo do Campo (SP), com 811.489.
Entre as 5 menos populosas estão Serra da Saudade (MG), com 822 moradores, Borá (SP), com 835 habitantes, Araguainha (MT), com 1 mil habitantes, Oliveira de Fátima (TO), com 1.091 habitantes, e Anhanguera (GO), com 1.093 moradores. A projeção das populações é feita anualmente a pedido do Tribunal de Contas da União (TCU) e serve de base para o repasse de recursos do orçamento aos municípios.



Fonte: O Liberal

Reportagens na imprensa estrangeira descreveram Noiva do Cordeiro, MG, como paraíso de "garotas de extrema beleza em busca maridos"

 

Pelo Facebook, mulheres da comunidade divulgam fotos de eventos como coral e festas de "halloween"
Foto: BBCBrasil.com

O pequeno distrito de Noiva do Cordeiro, a 100 km de Belo Horizonte, andou causando frisson na imprensa estrangeira - mas as reportagens não falavam sobre a criação de gado ou a produção artesanal de roupas pela cooperativa local.
Em pelo menos três jornais britânicos, sites de notícias em inglês, além de veículos turcos, tailandeses, norte-americanos, italianos e indianos, o vilarejo foi descrito como terra natal de "600 mulheres exóticas e solteiras", todas entre "20 e 25 anos", que teriam criado uma campanha para atrair homens e reverter a escassez masculina na região.
Manchetes como "Habitat de Beldades em Busca de Homens" e "Lugar Exclusivamente Ocupado por Garotas de Extrema Beleza Quer Atrair Maridos" causaram entre alguns leitores estrangeiros - a ponto de chegar ao topo da lista de mais lidas do jornal britânico The Telegraph.
Não seria difícil adivinhar que a história não fosse bem essa.
A população de Noiva do Cordeiro, segundo os moradores, não é composta por "600 solteiras", mas por aproximadamente 300 pessoas, homens e mulheres, em proporção similar.
Elas não têm "entre 20 e 25 anos" - são crianças, adolescentes, mães e idosas.
Principalmente: não há campanha alguma em busca de maridos.

Contexto
Quem desmente é Rosalee Fernandes, de 49 anos, moradora do local desde a infância. Ela é uma das "entrevistadas" que aparecem em jornais como os britânicos Daily Mail e o Metro, e em websites como o Huffington Post.
 "Com certeza não tem campanha nenhuma. Não dei entrevista. Colocar a gente nessa situação é um absurdo."
Noiva do Cordeiro fica numa área rural na região metropolitana de Belo Horizonte. "O que acontece é que os nossos maridos trabalham em BH durante a semana. Mas ninguém aqui está desesperada, não, senhor, somos trabalhadoras", diz.
Na capital, os homens costumam trabalhar como operários em fábricas.

A BBC Brasil conversou com outras duas moradoras da cidade para matar a charada. As frases incluídas nas reportagens parecem ter sido deliberadamente copiadas, fora de contexto, de uma matéria da revista Marie Claire publicada em 2009.
No texto, que mostra como a cooperativa local criada pelas mulheres se tornou exemplo de organização entre as moradoras, uma das entrevistadas diz que há poucos homens solteiros e que boa parte deles são parentes.
O que não significa que haja uma "campanha em busca de maridos".
"A internet aqui é do governo e caiu há uns dias. A gente está sem acesso a nada e não faz ideia do que está saindo sobre nós", disse Rosalee.
As fotos das falsas reportagens, que mostram as mulheres em poses e trajes provocantes, foram tiradas numa festa à fantasia e publicadas na página da associação local no Facebook.

 
"Cidade no Brasil composta inteiramente por mulheres fez apelo por solteiros (mas só os que querem seguir regras femininas!)"
Foto: BBCBrasil.com

 
"Cidade cuja população é inteiramente de mulheres bonitas e jovens faz apelo por homens solteiros"
Foto: BBCBrasil.com




 Fonte: BBC Brasil

Jovem do Arizona aprendia a manusear arma quando disparou e atingiu a cabeça do instrutor.

 

O instrutor Charlie Vacca aparece em um vídeo orientando a menina (Foto: Mohave County Sheriff/Divulgação)       O instrutor Charlie Vacca aparece em um vídeo orientando a menina (Foto: Mohave County Sheriff/Divulgação)

 

Uma menina de 9 anos de idade matou seu instrutor de tiro por acidente ao manusear uma submetralhadora Uzi no Estado americano do Arizona.
A criança participava de uma aula no estande de tiro Last Stop, em White Hills, quando perdeu o controle da arma. O instrutor Charles Vacca, de 39 anos, foi atingido na cabeça e morreu ao ser transportado de helicóptero para um hospital local.
A menina, que tinha sido matriculada no curso pelos pais, perdeu o controle da Uzi ao sentir o coice do disparo.
A Uzi é uma popular submetralhadora, desenvolvida por um militar israelense na década de 40, capaz de disparar até 600 projéteis por minuto.
Na cultura rural de diversas regiões americanas, é comum ensinar crianças a usar armas de fogo.
Muitos estandes têm leis rigorosas para a instrução de crianças. No caso do Last Stop, não se sabe qual é o limite de idade para participar das aulas.


Fonte: (BBC)

 

Cigarro mata 200 mil pessoas por ano no Brasil (Foto: Reprodução)O cigarro mata cerca de 200 mil pessoas por ano no Brasil. Apesar do índice preocupante, o número de jovens fumantes vem diminuindo. (Foto: Reprodução)



Nesta sexta-feira (29) é realizado o Dia Nacional de Combate ao Fumo. A data marca reações e tentativas de diminuição do vício de fumar.
De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), um terço da população adulta fuma, ou seja, cerca de 1 bilhão e 200 milhões de pessoas. Com este índice, a principal causa de mortes evitáveis no mundo é o tabagismo.
Além disso, o hábito de fumar é responsável por mais de 50 doenças, segundo especialistas. Os problemas envolvem diversos órgãos, em especial coração (podendo provocar infarto e angina) e pulmões, com doenças respiratórias obstrutivas crônicas, como enfisema e bronquite.
No Brasil, o câncer de pulmão é o tipo de tumor mais letal e também uma das principais causas de morte no país. Outro número preocupante é que cerca de 200 mil mortes por ano no Brasil são registradas por fatores ligados ao fumo. Na Região Norte, o câncer de pulmão é o terceiro mais frequente entre os homens e o quinto entre as mulheres.
Não são somente os fumantes que são prejudicados. Quem nunca colocou um cigarro na boca também pode sofrer com os efeitos nocivos da nicotina. São os fumantes passivos, que inalam a fumaça de derivados do tabaco.

Número de fumantes vem caindo
De acordo com o mais recente estudo feito pela Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), do Ministério da Saúde, a parcela da população brasileira fumante, acima de 18 anos, caiu 28% nos últimos oito anos.



Fonte: (DOL)

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Pesquisadores britânicos verificaram benefícios do alimento na redução do câncer, mas ainda salientam importância de dieta balanceada na prevenção.

 

 Pesquisas indicam que o tomate pode ajudar a diminuir o risco de câncer de próstata (Foto: PA)Pesquisas indicam que o tomate pode ajudar a diminuir o risco de câncer de próstata (Foto: PA)

 

 

Homens que consumirem mais de dez porções de tomate por semana podem reduzir em 20% os riscos de câncer de próstata, indicou um estudo feito por pesquisadores britânicos.
O estudo, realizada em colaboração entre as universidades de Cambridge, Oxford e Bristol, analisou a alimentação e o estilo de vida de cerca de 20 mil britânicos com idade entre 50 e 69 anos.
Os pesquisadores verificaram que aqueles que consumiam mais de dez porções de tomate por semana – na forma de saladas de tomate fresco ou suco de tomate, por exemplo – reduziram em 18% o risco de câncer de próstata.
Aqueles que consomem as recomendadas cinco porções de frutas e legumes - ou mais - por dia pode diminuem em 24% o risco de apresentar a doença no futuro, em comparação com homens que comem duas porções e meia desses alimentos ou menos, indicou a pesquisa.
 
 Dieta balanceada
O câncer de próstata responde por 15% dos cânceres que afetam os homens, segundo a Rede Global do Fundo Mundial de Pesquisa contra o Câncer (WCRF International, em inglês). Só em 2012 foram registrados mundialmente 1,1 milhão de casos, o equivalente a 8% de todos os casos, informa a organização.

Para prevenir a doença, os especialistas recomendam uma dieta balanceada, com ênfase em frutas e legumes, e pouca ingestão de gordura, sal e carne vermelha e industrializada.
O estudo britânico indicou que no caso específico do tomate, os benefícios em termos de propriedades anticancerígenas podem vir do licopeno, um antioxidante que pode proteger o organismo contra danos nas células e no DNA.
"Nossas descobertas sugerem que os tomates podem ser muito importantes para a prevenção do câncer", disse Vanessa Er, da Escola de Medicina Social e Comunitária na Universidade de Bristol.
Ela acrescentou que "os homens também devem comer uma grande variedade de frutas e vegetais, manter um peso saudável e se exercitar com frequência".
Os autores do estudo pesquisaram dois outros componentes ligados ao câncer de próstata: o selênio, presente em alimentos a base de farinha, como pão e massa, e o cálcio, encontrado em produtos lácteos como o leite e o queijo.
Homens que ingeriram a quantidade ideal desses três componentes na dieta tiveram risco mais baixo de apresentarem câncer de próstata, disseram os pesquisadores.
Vanessa Er recomendou "estudos mais avançados" para confirmar estas constatações, especialmente na forma de testes clínicos.


Fonte: Da BBC
Detentos fazem agente prisional refém              (Foto: Alcides Júnior)Detentos do Centro de Recuperação Regional de Castanhal fazem um agente prisional refém na manhã desta quinta-feira (28). 
(Foto: Alcides Júnior)



Os detentos do Centro de Recuperação Regional de Castanhal (CRRC) fazem um agente prisional refém na manhã desta quinta-feira (28). Ação começou durante o café da manhã, por volta de 6h15, quando eles deram início ao motim ateando fogo em colchões. Homens da Ronda Tático Metropolitana (Rotam), da Companhia de Operações Especiais (COE) da PM e do Corpo de Bombeiros Militar (CBM)  já estão na unidade prisional.

Segundo informações preliminares, o motim teria sido causado porque um grupo de presos queria matar um detento, mas foram impedidos. Os detentos teriam ficado indignados com a ação de "Sapo", que estaria usando um celular dentro da unidade prisional e não queria emprestar para os outros colegas de cela.

Em nota, a Superintendência do Sistema Penal do Pará (Susipe) informou que a ação pode ter sido motivada também por dívidas de internos envolvidos com crimes sexuais.

Uma mulher teria ligado para um detento e foi informada que duas pessoas já teriam sido executadas, mas nem a Polícia Militar nem a Susipe confirmaram a informação.

Segundo a Susipe, o juiz da Vara de Execução Penal de Castanhal já está em deslocamento para o centro de detenção e irá intermediar as negociações.
A Superintendência confirmou que o CRRCA tem capacidade para 156 internos, e custodia atualmente 395.
 


Fonte: (DOL, com informações de Tiago Silva/Diário do Pará/ Sucursal de Castanhal)

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Começa campanha de vacinação no Pará (Foto: Agência Brasil/Arquivo)Desde a última segunda (18), crianças com até 2 anos de idade devem se vacinar contra a Hepatite A. (Foto: Agência Brasil/Arquivo)



O Pará começou na última segunda-feira (18) a disponibilizar a vacina contra a hepatite A, destinada a crianças na faixa etária de 12 meses a 2 anos incompletos. A meta mensal é vacinar 11.438 crianças em todo Estado. Segundo a coordenadora estadual de Imunização, Jaíra Ataíde, a vacina já foi introduzida no calendário vacinal infantil, sendo que as crianças precisarão tomar somente uma dose para ficarem imunes à doença.
O Ministério da Saúde investiu R$ 111,1 milhões na compra de 5,6 milhões de doses da vacina. A meta nacional é imunizar 95% do público-alvo. “O Pará tem até o dia 1º de setembro para abastecer os mais de 1,3 mil postos de vacinação espalhados pelo Estado. Ainda estamos no período de recebimento da vacinação nos Centros Regionais de Saúde. A distribuição está sendo feita gradativamente aos municípios de abrangência de cada um desses Centros. É importante ressaltar que priorizamos a área indígena, onde a vacina já está disponível em todas as unidades de saúde”, explicou Jaíra.
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), todos os anos ocorrem cerca de 1,4 milhão de casos de hepatite A no mundo, sendo identificados casos esporádicos e epidemias. No Brasil, estima-se que por ano 130 novos casos a cada 100 mil habitantes.

A doença
A hepatite A é uma doença contagiosa, causada pelo vírus A (VHA) e também conhecida como “hepatite infecciosa”. Sua transmissão é fecal-oral, por contato entre indivíduos ou por meio de água ou alimentos contaminados pelo vírus. Geralmente, não apresenta sintomas. Porém, os mais frequentes são: cansaço, tontura, enjoo ou vômitos, febre, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras. Quando surgem, costumam aparecer de 15 a 50 dias após a infecção.
O diagnóstico da doença é realizado por exame de sangue, no qual se procura por anticorpos anti-HAV. Após a confirmação, o profissional de saúde indicará o tratamento mais adequado, de acordo com a saúde do paciente. A doença é curável quando o portador segue corretamente todas as recomendações médicas. Na maioria dos casos, a hepatite A é uma doença de caráter benigno. Causa insuficiência hepática aguda grave e pode ser fulminante em menos de 1% dos casos.
A melhor forma de se evitar a doença é melhorando as condições de higiene e de saneamento básico. Algumas medidas são importantes podem prevenir a doença: lavar as mãos após ir ao banheiro, trocar fraldas e antes de comer ou preparar alimentos; lavar bem, com água tratada, clorada ou fervida, os alimentos que são consumidos crus, deixando-os de molho por 30 minutos; cozinhar bem os alimentos antes de consumi-los, principalmente mariscos, frutos do mar e carne de porco.




Fonte: (DOL, com informações da Sespa)

2,4 milhões de vídeos relacionados à campanha foram compartilhados.
Brasil é o 6º país que mais participou das conversas sobre a brincadeira.

 

Mark Zuckerberg leva banho de água gelada em campanha contra doença (Foto: Reprodução) 

Mark Zuckerberg leva banho de água gelada em campanha contra doença (Foto: Reprodução)

 

O desafio do balde de gelo, campanha que viralizou na internet nos últimos dias, mobilizou mais de 28 milhões de usuários do Facebook, segundo a rede social. O número foi coletado entre 1º de junho e 17 de agosto e inclui postagens, comentários e curtidas.
Também foram registrados mais de 2,4 milhões de vídeos compartilhados no Facebook nesse período. Para propagar a iniciativa, as pessoas filmavam o desafio sendo completado.
Chamada de "ALS Ice Bucket Challenge", a campanha visa chamar atenção para a ELA, mal degenerativo também conhecido como doença de Lou Gehrig. Várias personalidades foram desafiadas a jogar um balde de água gelada contra a cabeça ou fazer uma doação de US$ 100 à "ALS Association", associação norte-americana que financia pesquisas para encontrar a cura da doença e também serviços para paciente. Caso a pessoa tope participar da brincadeira, pode desafiar outros a fazer o mesmo em até 24 horas.
Os executivos Mark Zuckerberg, criador do Facebook, e Bill Gates, fundador da Microsoft, além de artistas como Ivete Sangalo, Justin Bieber e Steven Spielberg, são alguns dos que aderiram à ideia.
No Facebook, os Estados Unidos foram o país que mais participou das conversas sobre a campanha, seguidos por Austrália e Nova Zelândia. O Brasil aparece em 6º no ranking de mais engajados com a iniciativa na rede social.
De acordo com a ALS Association, o desafio do balde de gelo arrecadou US$ 15,6 milhões em doações entre 29 de julho a 18 de agosto. No mesmo período, em 2013, a instituição conseguiu "apenas" US$ 1,8 milhão mesmo realizando a brincadeira.




Fonte: G1 - São Paulo