domingo, 16 de novembro de 2014

Meu povo do Pará,
Hoje, fui digno de merecer duas páginas inteiras de um pseudojornal cognominado de "DIÁRIO DE MENTIRAS" com infâmias em suas tradicionais páginas de inverdades e recheado de ataques pessoais à mim.
Após a derrota de Helder Barbalho nessas eleições, o mesmo determinou a todo o seu Grupo de Comunicação (RBA) que me atacasse. Ele atribui principalmente a minha pessoa, a derrota avassaladora que sofreu para o governador Jatene no segundo turno. Mais de 300 profissionais foram escalados para essa missão covarde, sendo a maioria coagida sob pena de demissão.
O “jornal” da imprensa marrom publicou, neste domingo, um ataque extremamente político e pessoal. Enquanto isso, o respeitado O Liberal destacou a segunda mega operação da Polícia Federal denominada "Lava a Jato", que culminou com as prisões de mais de 20 grandes empresários ligados ao escândalo da Petrobras. As notícias sobre esta operação de grande repercussão nacional e internacional, que envolve as altas cúpulas do PMDB (partido dos donos do pseudojornal), PT e PP, mereceram apenas pequenas "notinhas jornalísticas" que talvez só se consiga ler mediante o uso de microscópio.
Já eu, o Wlad reeleito para o quarto mandato com o dobro dos votos da "matriarca" da família, Elcione Barbalho, e por ter apoiado Jatene no segundo turno, mereci duas gigantescas páginas deste jornal que nem os donos leem.
São vários os políticos já denunciados por todos os diretores da Petrobras e empresários presos em Curitiba, que, por meio da delação premiada, confessaram ter repassado criminosamente mais de R$ 100 bilhões aos membros destes partidos. A lista aponta a presença de 6 senadores e 49 deputados federais, sendo 1 senador do Pará e mais 6 deputados federais. Adivinhem quais? Sei que eles agonizam no CTI da moralidade. Sei que se consideram semideuses. Todos nós sabemos da sede e da obsessão que possuem pelo poder político, e o quão já se serviram das oportunidades que tiveram em detrimento do desenvolvimento do nosso amado estado do Pará.
Continuo sendo pequeno perante Deus, não sou candidato a semideus e nem a um "senhor todo poderoso", que causa temor nas pessoas quando chega. Por conta da busca doentia pelo poder subornam, neutralizam, extorquem, roubam, assaltam, ameaçam, imprimem o pânico principalmente usando o mega grupo RBA. Já eu, Wlad, com minha bela e contagiosa presença causo alegria e satisfação. Eles precisam saber que EXISTEM MUITOS POBRES MORANDO EM PALÁCIOS E MUITOS RICOS MORANDO EM CASEBRES. Certamente eles são os ricos morando em casebres, pois é mais que público que se "matam" entre si sempre pelos mesmos motivos: PODER, PODER, DINHEIRO FÁCIL E PODER.
Senhores, sugiro que aumentem suas cargas em minha direção, usem e abusem de todo o império bilionário de comunicação por meio da RBA para tentar me destruir. Contratem mais profissionais, paguem horas extras pros atuais.
Saibam que sou blindado pela força do sangue vivo do ESPÍRITO SANTO E PELO POVO DO PARÁ, que conhece a mim, minha família e nossa história de luta e humildade. Esqueçam! Vocês jamais irão me comprar subornar ou me fazer trair amizades verdadeiras, pois a grana de vocês pode comprar muitas coisas menos amizades verdadeiras que valem mais que ouro ou diamante. O dinheiro de vocês é um dinheiro amaldiçoado e a mim causa asco.
E aí vai o meu recado: QUE JESUS LHES AFAGUE A ALMA E O ESPÍRITO E, PRINCIPALMENTE, LHES PREPAREM PARA NOVAS DERROTAS, POIS FAÇO PARTE DE UMA TRIBO DE MILHÕES DE CABOCLAS E CABOCLOS PARAENSES COM O PURO AÇAÍ NA VEIA QUE NUNCA E JAMAIS VÃO PERMITIR A VOLTA DO TERROR BARBALHISTA AO PODER DO NOSSO ESTADO DO PARÁ ENQUANTO VIDA TIVERMOS. VAMOS À LUTA!
O meu eterno agradecimento ao povo do Pará que está comigo e não compactua com essa mentira!

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Motorista prestou depoimento, mas foi liberado em seguida.
Kauan será enterrado na tarde desta sexta-feira.

 

A irmã do menino de 3 anos que morreu após ser atropelado em frente a uma igreja na região da Vila Medeiros, Zona Norte de São Paulo, pediu justiça. O atropelador, que atingiu um grupo de 16 pessoas, apresentou-se à polícia e foi liberado logo após prestar depoimento. Kauan Israel Castro da Silva é velado na manhã desta sexta-feira (14).
Sthefanny Castro Baptista ficou indignada com a liberação do motorista, que assumiu que estava no volante no momento do acidente. “Como uma pessoa que foi encontrada droga no carro dele também entra pela porta da frente da delegacia e sai pela porta da frente como se não tivesse acontecido nada? [Queremos] Justiça, que ele seja preso e que pegue uma boa pena, porque ele tirou a vida de um anjo”, afirmou.
O menino, que teve morte cerebral constatada na quinta-feira (13), é velado em uma igreja evangélica no Jardim Brasil e será enterrado no Cemitério da Vila Nova Cachoeirinha, nesta tarde. Ele teve politraumatismo, passou por uma cirurgia, mas não resistiu. A família decidiu não doar os órgãos do menino.
Três pessoas continuam internadas, entre elas o pastor Washington Pirola, que está na Unidade de Terapia Intensiva da Santa Casa, em estado na grave.
Testemunhas relataram que Renan Bento da Silva, de 26 anos, dirigia em alta velocidade e subiu na calçada. Após atingir o grupo que saía de um culto, ele quebrou um dos vidros do veículo e fugiu a pé do local.
Renan Bento da Silva, de 26 anos, foi indiciado por homicídio com dolo eventual por ter assumido o risco de matar ao volante e por tentativa de homicídio contra 15 pessoas e ainda por tráfico de drogas já que no carro foi encontrado maconha e cocaína.

O suspeito negou que estivesse em alta velocidade. O laudo da perícia, porém, apontou que ele estava a 118 km/h. Silva ainda negou a existência de drogas no carro e disse ter deixado o local do acidente sem prestar socorro porque teve medo de ser linchado.

Silva prestou depoimento no 39° Distrito Policial, na Vila Gustavo, durante uma hora. Na saída da delegacia, ele fez apenas um pedido de desculpas. “Queria estar pedindo para as vítimas perdão pelo ocorrido, minha intenção não era essa, de machucar ninguém. Peço a Deus que conforte o coração das vítimas, da família do Kauazinho, do pastor que se encontra ainda no hospital. Peço perdão por tudo que aconteceu mesmo", afirmou.
O delegado Marco Antonio Dário disse que reúne elementos para fazer um novo pedido de prisão preventiva. O primeiro foi negado porque o juiz considerou não haver provas suficientes.

Motorista que atropelou 16 pessoas em São Paulo se apresenta à polícia e pede 'perdão' na delegacia (Foto: Reprodução TV Globo) Motorista que atropelou 16 pessoas em São Paulo se apresenta à polícia e pede perdão às famílias (Foto: Reprodução TV Globo)


Morte
Médicos do Hospital das Clínicas (HC) constataram, na manhã desta quinta-feira (13), a morte cerebral do menino Kauan Israel de Castro da Silva, de 3 anos, uma 16 das vítimas do atropelamento.

Kauan morreu em decorrência de politraumatismo sofrido por conta do atropelamento. Os pais da criança ainda não decidiram se vão doar os órgãos. Ele fez uma cirurgia no abdômen, assim que chegou ao hospital, para a retirada do baço.
O pastor Washington Pirola tinha quadro clínico estável, mas grave, e também seguia na UTI. Outras duas mulheres estão estáveis nos Hospitais Nipo Brasileiro e Mandaqui.
 
Achada 16ª vítima
A Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou nesta quinta-feira (13) que foi encontrada a 16ª vítima do atropelamento. Uma mulher que sofreu ferimentos leves, e não foi hospitalizada, foi incluída no inquérito como vítima. Ela prestou depoimento à polícia nesta quarta-feira (12). Até então, eram consideradas 15 vítimas do atropelamento.

De acordo com a assessoria de imprensa da SSP, a 16ª vítima foi localizada na quarta (12) pelos policiais do 39º Distrito Policial, Vila Gustavo, que investiga o caso e a ouviram em depoimento.










Fonte: G1
Dep Wlad Conselho de Ética 


O deputado Wladimir Costa (SD/PA) foi escolhido para ser o relator da representação dos partidos DEM E PSDB contra o deputado Nelson Pellegrino (PT/BA) no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados.
Na justificativa, as duas legendas pedem a apuração da reportagem da revista Veja que denuncia um suposto esquema de desvio de recursos para alimentar campanhas de candidatos baianos do Partido dos Trabalhadores, via caixa dois. Ainda de acordo com a matéria, a operação envolveu recursos na ordem de R$ 17,9 milhões, que seriam provenientes do Fundo de Combate à Pobreza.
Wladimir Costa deve tomar conhecimento da representação para apurar os fatos e ouvir Pellegrino. Se julgar necessário, fará a oitiva de testemunhas para apresentar o relatório em reunião do Conselho de Ética. 







Fonte: blogdomanoelsilva.blogspot.com

 
Foi preso em Santa Luzia do Pará e autuado em flagrante o nacional Antonio Cleisson vulgo Cleissinho,por roubo de motocicleta e receptação,dolosa,elemento da mais alta periculosidade acostumado a trocar tiros com a policia em Santa Luzia do Pará e cidades vizinhas como Capanema e Capitão Poço.
Cleissinho é acusado de vários assaltos em toda região e está preso na DEPOL de Santa Luzia do Pará a disposição da justiça.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Fonte: blogdomanoelsilva.blogspot.com

Mulheres são maioria entre os pacientes do programa Hiperdia

O diabetes é uma doença silenciosa, que já atinge 12 milhões de brasileiros - o correspondente ao número total de habitantes da cidade de São Paulo, a maior do Brasil. A patologia é caracterizada por elevadas taxas de glicemia, ou seja, presença de açúcar no sangue. No Pará, dados da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) indicam que 63.081 diabéticos estão cadastrados no Sistema do Programa Hiperdia, o Sishiperdia. Aproximadamente 60% destes são mulheres com idade entre 55 e 59 anos. A faixa etária mais atingida pelo público masculino é de 60 a 64 anos. Embora preocupantes, as estatísticas omitem a taxa de subnotificação de casos, uma vez que há milhares de pessoas que procuram tratamento em rede particular, além daquelas que desconhecem ter a patologia. Por conta disso, o Dia Mundial de Combates ao Diabetes, celebrado hoje (14), chama atenção da população para os cuidados com a saúde e a importância do controle dessa doença. 
Para escapar da realidade de um leito hospitalar, é preciso que a população fique atenta à fadiga, perda de peso repentina, sede excessiva, problemas oculares e vontade de urinar com frequência - que são os principais sintomas do diabetes. O atendimento inicial ao portador da doença ocorre nas unidades de saúde do município de sua residência, através do programa Hiperdia. O programa é oferecido em 1.898 UBS espalhadas pelos 144 municípios paraenses, além de 919 estratégias do Programa Saúde da Família (PSF). Para se cadastrar nele, basta ter em mãos um documento de identidade com foto e comprovante de residência. Somente em 2013, 287 novos pacientes iniciaram o tratamento no programa no Estado - 62 pessoas a mais que o registrado no ano anterior.




Em casos mais complexos, os pacientes são encaminhados aos centros de especialidades que na região metropolitana são as unidades de referência da Presidente Vargas e Hospital Barros Barreto. No interior, as referências são os hospitais regionais. A Sespa informa que apoia os municípios em relação à distribuição de material educativo para as campanhas e capacitação dos profissionais de saúde da rede básica para o atendimento e cuidado do portador de diabetes.
Atualmente, o Pará tem 1.785 leitos com 328 máquinas de hemodiálise do Sistema Único de Saúde (SUS) sob gerência estadual para dar retaguarda para qualquer tipo de intercorrência. O número é considerado suficiente pela Sespa, se a atenção primária funcionar de forma adequada, posto que cerca de 80% dos casos do diabetes tipo I (deficiência do hormônio insulina), que é o mais comum, poderão ser tratados exclusivamente na rede básica. Somente casos mais graves e complexos do diabetes tipo I e tipo II (dificuldade de ação da insulina) serão de referência. No Pará, o Hospital Universitário João de Barros Barreto é referência em Endocrinologia e Diabetes, prestando assistência ambulatorial e hospitalar a pacientes que apresentam descontrole e agravamento da doença. 
Quanto à medicação gratuita para controle do diabetes, são 20 mil farmácias e drogarias privadas credenciadas em todo o país, oferecendo o programa “Saúde tem não preço”, instituído pelo governo federal em 2011. Os remédios podem ser retirados nas farmácias com o selo da Farmácia Popular do Brasil. Para pegar o remédio, a pessoa só tem que levar a identidade, o CPF e uma receita médica que tenha sido aviada no máximo em 120 dias, independente de ter sido prescrita por um médico da rede pública ou por médico particular. Idosos ou pessoas com dificuldade de locomoção podem ser representados por um responsável com procuração.

ORIENTAÇÕES
A endocrinologista Amanda Machado afirma que o diabético pode levar uma vida completamente normal. Porém, algumas privações são necessárias para manter a doença sob controle. Ela cita a retirada de açúcar e carboidratos simples (aqueles que se transformam em açúcar rapidamente) da dieta do paciente. A especialista alerta também para a exclusão de massas, pão branco, farinhas - inclusive a de tapioca - , molhos industrializados, salgadinhos e batatas do cardápio. “É muito difícil a adesão completa. É um processo de readaptação. Esses pacientes geralmente passam por um momento de transição, acompanhado por uma nutricionista. Nada é proibido. A gente tenta trocar os carboidratos pelos integrais. Por exemplo, o macarrão comum pelo integral; e pão branco pelo integral”, explicou.
Amanda reforça que o paciente deve ficar de olho na taxa de glicemia, no peso e na prática regular de exercícios físicos. Evitar fumo e consumo de bebidas alcoólicas também ajudam no tratamento. Segundo ela, as principais complicações oriundas da patologia são retinopatia (quando a diabetes atinge a retina e pode causar cegueira), nefropatia (disfunção dos rins), neuropatia diabética (quando o diabetes atinge os nervos que causam feridas que não cicatrizaram, e até amputações), enfarto e Acidente Vascular Cerebral (AVC). As duas últimas complicações são as que mais levam diabéticos a morte. “O melhor caminho é a prevenção. Fazer exames periódicos anuais - uma medida da taxa de glicemia em jejum, principalmente aqueles que têm acima de 45 anos; procurar seguir uma dieta equilibrada; e uma rotina de exercícios”, esclareceu. 
A endocrinologista observa que o “estilo de vida moderno” dos jovens - na sua avaliação, cada vez mais presos ao computador e ao celular -, tende a provocar sedentarismo e consumo de bebidas açucaradas e alimentos industrializados. “São fatores de risco para a obesidade, que é um fator de risco para a diabetes”, disse. “O alerta vai para os pais regularem a alimentação e as atividades físicas. Aqueles que já tem a doença o cuidado é não abandonar o tratamento, porque é preciso manter para o resto da vida a medicação”, completou.







Fonte: Portal ORM

 

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Até os jornais madrilenos frisam desempenho do atacante brasileiro contra a Turquia

 Com mais dois gols para a conta e as habituais jogadas diferenciadas, Neymar escreveu na quarta-feira mais uma página em sua história pela seleção brasileira após a goleada por 4 a 0 sobre a Turquia em Istambul). Com apenas 22 anos, o atacante já contabiliza 42 tentos com a camisa amarela e a cada partida se solidifica com um dos grandes do futebol mundial. Mais uma atuação de alto nível mereceu destaque nos jornais catalães e até nos de Madri, cidade do arquirrival do Barcelona, clube ao qual pertence o jogador. 

"Super Neymar", estampou o "Sport". Outro periódico da Catalunha, o "Mundo Deportivo" preferiu dar um ar mais artístico ao desempenho do camisa 10 da Seleção, mas que no Barça veste a 11: "Neymar dá outro recital". Menos efusivos, é verdade, os diários madrilenos também frisaram o desempenho do astro: "Neymar se diverte com o Brasil", repercutiu o "Marca".

 revistas Espanha neymar (Foto: Reprodução) 

Revistas Espanha Neymar (Foto: Reprodução)

revistas Espanha neymar (Foto: Reprodução)Revistas Espanha Neymar (Foto: Reprodução)

 

 

 

Fonte: Globo Esporte

Jovem afirma que recebeu foto da prova de redação horas antes do teste.
Jomásio Barros, 17 anos, prestou queixa na Polícia Federal, em Teresina.

 

Uma imagem contendo o tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) circulou nas redes sociais horas antes da aplicação da prova deste domingo (9), de acordo com denúncia do estudante piauiense Jomásio Barros, de 17 anos. Ele prestou queixa na Polícia Federal e se disse "indignado" com o caso. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Enem, informou em nota que "não existe qualquer indício" de que o tema tenha vazado, mas reforçou que a denúncia será apurada "com rigor". A PF não quis se pronunciar.
Outros dois estudantes do Piauí também disseram que receberam a mesma imagem com o tema da redação, de acordo com o Bom Dia Brasi.

 Segundo Barros, a imagem foi enviada por meio do aplicativo Whatsapp  às 10h47 do domingo, uma hora e 13 minutos antes da aplicação do teste no Piauí. O jovem decidiu gravar um vídeo denunciando o ocorrido e compartilhá-lo na internet.
Ele prestou queixa na sede da Superintendência da Polícia Federal do Piauí nesta quarta-feira (12), em Teresina. “Resolvi procurar a polícia porque as pessoas têm me xingado bastante depois que eu fiz o vídeo denunciando o vazamento. Para mim, o Enem perdeu a credibilidade”, afirmou o estudante que fez o exame no Colégio Machado de Assis, em Picos, Sul do Piauí.

 Estudante Jomásio Barros denunciou o vazamento do Enem na Polícia Federal (Foto: Gilcilente Araújo/G1) 
Estudante Jomásio Barros denunciou o vazamento
do Enem na PF (Foto: Gilcilene Araújo/G1)



Na superintendência, Barros conversou por mais de uma hora com um delegado, que apreendeu seu celular para a realização da perícia. Procurada pelo G1, a PF afirmou que não irá se pronunciar sobre o caso até o fim das investigações.
O estudante disse que não deu importância ao receber a imagem que supostamente antecipou o tema da redação, já que fotos falsas de provas do Enem circularam nas redes sociais no dia 9. No mesmo dia, em seu perfil no Facebook, o jovem postou informações da foto, dando conta do dia, mês, ano e horário em que recebeu o arquivo.
“Quando recebi o caderno de questões e vi que era o mesmo tema mostrado na imagem, fiquei com ódio. Tanto que mal fiz a prova, esperei o tempo mínimo e fui para casa”, contou.
A partir daí, muitas pessoas comentaram o tópico: uns criticando, outros duvidando da veracidade da informação e mais alguns o incentivando a denunciar o caso. O estudante conta que o grupo do aplicativo de mensagens no qual recebeu a imagem tem cerca de 40 pessoas e que inúmeras outras devem ter recebido a mesma foto.
“Para você ter dimensão da coisa: eu no interior do Piauí recebi essa foto às 10h47. Quantas pessoas não receberam mais cedo, podendo se beneficiar da informação, lendo ou estudando sobre o assunto?”, falou.
Leia na íntegra o posicionamento do Inep:
“Na noite dessa quarta-feira, 12, três dias após a aplicação do Enem, o Inep recebeu mais uma denúncia, entre várias outras que se mostraram infundadas, sobre um estudante que supostamente teria recebido o tema da redação do Enem 2014 via celular minutos antes da prova. Dentro dos rigorosos procedimentos de segurança e de controle de sigilo do Enem 2014, não existe qualquer indício de tal fato. A Polícia Federal, que trabalha em parceria com o Inep para garantir a segurança do Exame, apreendeu o aparelho e está realizando a perícia no celular. O Inep esclarece que toda e qualquer denúncia será apurada com rigor.”

 Estudante mostra imagem de suposto tema da prova de redação do Enem horas antes da prova. No detalhe, dados do arquivo indicam a hora do recebimento (Foto: Arquivo Pessoal)Estudante mostra imagem de suposto tema da prova de redação do Enem horas antes da prova. No detalhe, dados do arquivo indicam a hora do recebimento
(Foto: Gilcilene Araújo/G1)






Fonte: G1

O partido também definiu que vai ser parte do “Blocão”

BRASÍLIA – O partido Solidariedade, comandado pelo deputado Paulinho da Força (SP), formalizou nesta terça-feira apoio à candidatura de Eduardo Cunha, líder do PMDB, à Presidência da Câmara. A legenda também definiu que irá compor o chamado “Blocão” na Casa, um agrupamento de partidos que pretende ter postura independente em relação ao Palácio do Planalto. Pelas contas de Paulinho, o bloco, que estará sob comando de Cunha, irá contar com cerca de 160 deputados do PMDB e PR, SDD, PSC, PTB.

IMG-20141111-WA0007

Apesar de ter apoiado Aécio Neves (PSDB-MG) nas eleições presidenciais, Paulinho da Força defende agora que a oposição se una em torno de Cunha, sob pena de possibilitar a vitória de um nome do PT para o comando da Câmara. O deputado disse que irá conversar com o tucano sobre isso ainda hoje. O apoio do Solidariedade à eleição do líder do PMDB foi fechado de forma unânime pelos 15 deputados eleitos do partido, em almoço nesta terça na sede do Solidariedade, que contou com a presença do peemedebista.
– Não consegui conversar com Aécio ainda, mas acho que é um erro da oposição lançar candidato. Acho que deveria se unir para apoiar Eduardo Cunha e forçar o PT a ter o candidato dele para ser derrotado. Se a oposição lançar um candidato, o PT fica numa boa e pode até ganhar no segundo turno – afirmou Paulinho.
Aécio Neves tem defendido que o PSDB na Câmara apoie um candidato à Presidência da Câmara que represente os segmentos que estiveram ao seu lado no segundo turno da eleição presidencial, ligados à ex-senadora Marina Silva, derrotada no primeiro turno da disputa à Presidência da República, ou ao ex-governador Eduardo Campos, falecido em agosto deste ano em acidente aéreo, antes mesmo de conseguir concorrer no primeiro turno da eleição.
O presidente do Solidariedade disse ainda que Eduardo Cunha não se apresentou como candidato da oposição, mas sim como um candidato independente, que não permitirá que a Câmara seja “tutelada” pelo governo.
– Não é oposição, mas é para que o Congresso tenha independência, funcione direito, e não seja vinculado ao Palácio do Planalto. A Câmara tem que ter independência de votar como quiser, sem ser um poder tutelado pelo governo federal – afirmou Paulinho.
Paulinho da Força negou que as negociações com Eduardo Cunha tenham girado em torno de cargos para o Solidariedade. Mas admitiu que, integrando o Blocão, seu partido terá mais chances de ocupar posições de destaque na Câmara na próxima Legislatura. Sozinho, o SDD teria direito apenas à 17ª escolha para uma comissão na Câmara.
– Não discutimos nada ainda sobre cargos ou espaço na Mesa Diretora. Hoje, o Solidariedade ficaria lá em baixo, mas o Blocão é maioria, teria comissões importantes, como a de Constituição e Justiça. Mas vamos esperar como vai ficar a composição, não dá para definir isso agora, até porque o que fizermos de um lado o outro lado também vai querer fazer – pontuou o deputado.







Fonte: site O Globo